PROBLEMAS OU
"OPORTUNIDADES DE MELHORIAS"?

 

Problemas ou Oportunidades

Você já se deparou com situações nas quais buscava soluções para determinados “problemas”, e essas soluções estavam bem próximas de você, sem que você as levasse em consideração? 

Pois é, pode até parecer estranho, mas muitas vezes isso ocorre no mundo empresarial, e os gestores encontram ótimas alternativas para os “problemas”, ou melhor, para as “oportunidades de melhorias”. Esse termo é muito mais apropriado e mostra que o crescimento pode ser gerado pelo simples fato de visualizar os problemas como oportunidades, e encontrar formas mais eficientes e eficazes de resolvê-los. 

As pessoas são as respostas para muitas soluções que são procuradas, pois quando menos espera-se elas aparecem com alternativas não pensadas até então. É fundamental que os gestores ouçam as pessoas com atenção, pois isso as valoriza e as faz sentirem-se cada vez mais parte do desafiador processo evolutivo do cotidiano. 

Para ter pessoas nas equipes, das quais pode-se cobrar resultados, é necessário envolvê-las nas definições das metas para que saibam a razão de estarem sendo cobradas, e para que tenham a propriedade necessária para traçar ações de melhorias sempre que necessário. Esse processo de envolvimento, quando feito de forma com que se desdobre as diretrizes organizacionais em todos os níveis da organização, faz com que uma interdependência, a qual já existe, seja formalizada, e a necessidade de um sincronismo de todos os níveis seja mais entendida por todos. 

Um dos grandes diferenciais dos gestores é saber “extrair” das pessoas o que elas têm de melhor, pois as pessoas são diferentes e se complementam. Ter as pessoas certas nos lugares certos mostra o conhecimento e domínio dos perfis dos membros da equipe. 

Outro desafio dos gestores é saber encontrar o ponto de equilíbrio entre resultados e pessoas para que consigam direcionar sua equipe. A liderança, por mais desafiadora que seja, deve fluir naturalmente em sua rotina diária. 

Sempre haverá pessoas que apenas se envolvem, e pessoas que vão além e que se comprometem com os resultados almejados. Deve ficar claro para todos que o esforço desenvolve muito as pessoas, mas o esforço sem resultados efetivos ganha roupagem de “tentativa”. Quando um esforço não apresenta os resultados esperados, deve-se primeiramente buscar entender as causas que fizeram com que isso ocorresse (uma das causas mais comuns nessa situação chama-se “falta de planejamento”...). Identificadas as causas, deve-se traçar ações para evitar reincidências em resultados não esperados. 

A busca pelo “aperfeiçoamento contínuo” é a chave para o sucesso, e quando somada a saber manter os pés no chão, ter humildade acima de tudo e nunca demonstrar arrogância, resulta na proximidade das pessoas. Isso é muito importante, pois a dependência dos outros, para algum motivo específico, nunca deixará de existir. 

A educação, a empatia e a resiliência são outras formas de conseguir conquistar a confiança dos que nos cercam, mas não são competências simples de se desenvolver. Parte delas “vem de casa”, mas é preciso passar por diversas situações na vida para desenvolvê-las em níveis mais profundos. A melhor forma de se aprender é estender a mão para ajudar e contribuir com os próximos, e principalmente ser justo com eles. 

As situações desafiadoras sempre existirão, e sábios são aqueles que as enxergam como o combustível para manter a chama evolutiva acesa. 

Tudo é uma questão de visão, e quem decide a forma de enxergar, é VOCÊ!

 

 

Focus – Conhecimento que Leva à Liderança.
(67)3522-0555 / 99321-5054 / 

 

Voltar à Leitura Complementar